Resenha: A Thousand Letters, Staci Hart

07 fevereiro 2017


Título: A Thousand Letters
Autora: Staci Hart
Edição: 1
Ano: 2016
Páginas: 282
Gênero: Romance

A resenha de hoje é sobre o meu primeiro achado de 2017, o livro A Thousand Letters da autora americana Staci Hart.

Quando digo que ele foi um achado, é no sentido mais amplo da palavra e preciso agradecer a autora Brittainy C. Cherry por ter compartilhado essa capa no Facebook. Caso contrário, ele não teria aparecido na minha timeline.

Sou o tipo de pessoa que julga o livro pela capa, sim. E se reclamar, julgo mais trinta vezes. Quando me deparei com a capa de A Thousand Letters foi tipo amor à primeira vista. Não precisei nem procurar a sinopse para saber que eu tinha que ler esse livro. Após uma olhada minuciosa nessa fotografia linda, eis que vejo a frase: "Inspirado no livro de Jane Austen, 'Persuasão'. Aí meu amigo, foi nessa hora que fui arrebatada de vez!

Depois de muito procurar, encontrei o que precisava para tentar conseguir um ARC (Advance Review Copy) e graças aos céus e a Staci Hart, eu consegui. Recebi o livro antes da publicação prevista para 9 de fevereiro e só levei quatro dias para concluir a leitura porque sou lerda mesmo.

Em A Thousand Letters conhecemos os protagonistas Elliot e Wade. Eles se conhecem desde muito jovens quando Elliot passa a frequentar a casa dos Winters, já que sua melhor amiga Sophie vive lá. Sophie Winters é irmã de Wade e inocentemente acaba atuando como um cupido e entrelaçando a vida desses dois. Ambos se apaixonam e começam a fazer planos para o futuro. Os Winters são o que Elliot chamaria de lar. Quando está junto deles, ela não precisa se esconder; não precisa se esgueirar de suas irmãs e pai egocêntricos. Esse vínculo inato com a família de Wade faz com que Elliot sinta-se parte dela e isso se reflete sete anos depois em um momento triste e difícil de suas vidas.


Aos dezoito anos, Wade deve se apresentar ao exército e, sem querer ficar longe de Elliot, ele a pede em casamento e é claro que ela aceita. Quem não aceitaria? É difícil não se apaixonar pelo amor dos dois... Mas tudo muda quando o pai egoísta de Elliot dá um ultimato a moça, persuadindo-a a voltar atrás e desfazer o compromisso com Wade. Desde então, o tempo passa. Passam-se sete anos até ambos se encontrarem novamente, e o motivo do reencontro não é nada bom. 

Elliot e Wade vivem pisando em ovos. Ambos guardam uma dor e um ressentimento muito grande com relação ao outro. Apesar de buscarem o perdão mútuo, sempre que parece haver uma centelha de esperança para os dois, a insegurança e o medo de Wade a apaga. 

Há um motivo para o livro se chamar A Thousand Letters. Durante os anos em que viveram separados, Elliot começa a escrever cartas. Escreve milhares delas e as envia para Wade durante dois anos, mesmo sem receber resposta alguma. Nesse meio tempo, ela se concentra em viver um dia de cada vez, liberando suas emoções em forma de poesia.

O livro possui pouco mais de 200 páginas, os capítulos são narrados sob o ponto de vista de dois personagens e no início de cada novo capítulo, somos agraciados por uma poesia de derreter o coração. Sem mencionar o fato de que o primeiro capítulo é poesia pura. Gente, é lindo! Sério. Você precisa ler. Vou deixar um trechinho dele abaixo para aguçar a sua curiosidade.
Algo que achei espetacular nesse livro é que a autora não se prende a diálogos elaborados demais. Pelo contrário, acho que a quantidade de diálogos é bem inferior do que estamos acostumados e isso nos possibilita navegar por toda a extensão poética do enredo. Não dá para ser imparcial aqui. É maravilhoso!

A Thousand Letters é um livro lindo, perfeito para quem ama um romance bem escrito de base poética, com personagens apaixonáveis e um amor sem restrições.

Adquira o Ebook:


Conheça Staci Hart:


Aproveite e adicione a sua lista de desejados:

© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por