Especial Julia Quinn : O Duque e Eu #1

13 janeiro 2015



"O Duque e Eu" é o primeiro Livro da série os Bridgertons e eu simplesmente fui fisgada para era vitoriana com toda as suas regras da sociedade, vestidos bem elaborados, corpetes bem apertados, risos contidos, amores proibidos e cenários encantadores  !!!





Veja nossa RESENHA AQUI









Sinopse

Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas.

 Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. 

É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. 

A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. 

Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida. 


Primeiro dos oito livros da série Os Bridgertons, O duque e eu é uma bela história sobre o poder do amor, contada com o senso de humor afiado e a sensibilidade que são marcas registradas de Julia Quinn, autora com 8 milhões de exemplares vendidos.






"Ele ficou sem ar. Até então ela estivera oculta nas 

sombras, e tudo o que ele havia conseguido discernir 

de sua aparência tinham sido os  cabelos fartos e 

escuros. Mas agora, quando ela levantou a cabeça 

para encará-lo, Simon constatou que tinha olhos 

grandes, também  escuros, e a boca mais larga e 

exuberante que ele já vira. Seu rosto em  formato 

de coração não era bonito segundo os padrões da 

sociedade, mas alguma coisa nele o deixou sem 

fôlego. "





"O que quer que fosse, não era feito de palavras, frases ou pensamentos conscientes. Era como se ela estivesse rodeada de cores. Tons de vermelho e amarelo, e uma mistura de laranja na qual ela e Simon se encontravam. Puro sentimento e instinto. Era isso. Nenhuma razão, nenhuma lógica, nada remotamente racional ou sensato.”




"Ele não poderia tê-la naquela noite - nunca poderia tê-la - e precisava fazer aquele toque durar uma vida inteira."





"- Não faça isso, Daphne."

"Os dedos dele se afrouxaram um pouco no pulso dela, mas continuaram segurando, enquanto ela a puxava para junto de si e em direção a uma cerca viva alta e muito bem podada. Então sussurrou seu nome e tocou em seu rosto.

Os olhos dela se fecharam e os lábios de entreabriram.

E, no fim, foi inevitável."







Bjks



© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por