Resenha : Mar de Tranquilidade

11 dezembro 2014







  • Título Original The Sea of Tranquility
  • Tradução Carolina Alfaro
  • Páginas 368
  • Formato 16 x 23 cm
  • Peso 460 g
  • Acabamento brochura
  • Lançamento 15/09/2014
  • ISBN 9788580413250



  • Sinopse

    Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. 

    Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele. 

    A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida.


    Fonte: Editora Arqueiro




    Terapiando 


     
    Sei que vocês devem pensar que estou gostando de tudo que leio por aquiiii 

    Masssss QUE MARAVILHA DE LIVRO e olha que eu sofri hein ... 





    (Enquanto eu estava lendo este livro meu filho perguntou: - Mãe porque você lê tanto? Na hora me veio mil coisas complexas kkk Mas para uma criança de 8 anos seria complicado, então eu disse porque gosto de conhecer novas histórias, porque me distrai, porque faz bem para o meu coração...  Ele se contentou e disse que entendia ...rsrsrs...)





    Nastya e Josh são um casal a primeira vista improvável e eu realmente mesmo com a sinopse achei que não ia funcionar mas é ai que chega a hora que a autora mostra ao que veio e prova os clichês: de que "as aparências enganam" e que "quem vê cara não vê coração"... rsrsrs 

    O livro vai se alterando na narrativa de Nastya, que viveu um fato trágico quando tinha 15 anos, algo que lhe faz sentir como se tivesse morrido e depois de tentar recomeçar, se é que isso era possível... Viu que na cidade onde tudo ocorreu, com sua família cheia de expectativa de que ela superasse e mais todos em sua volta que sabiam de toda a história, ela definitivamente não iria dar seu sofrido primeiro passo. Então depois de muita relutância de seus pais ela vai morar com sua tia Margot, um pouco mais do que duas horas de viagem de onde sempre viveu,parece pouco, mas para Nastya é um balão de oxigênio em mais um momento crucial.   

    O outro lado da narrativa fica com Josh , a vida desse jovem de 17 anos não tem mistérios, sua infelicidade, seu jeito anti-social foi gradual, conforme ia perdendo os seus familiares para acidentes ou doenças,as pessoas a sua volta se sentiam desconfortáveis com sua presença  o que falar para um jovem que assistiu cada um dos seus entes morrer, até ficar sozinho ? E assim ele se fez um favor de não ter que escutar lamentações e pesares e se isolou.  A unica pessoas constante em sua vida era seu amigo Drew e sua família que Josh às vezes visita aos domingos.

    Quando Nastya vê Josh pela primeira vez quer descobrir seu segredo, mas não todos que nós sabemos,  que ela vai descobrir aos poucos. Ela quer descobrir como ele consegue manter os outros longe!Como consegue ser invisível! Claro que sabemos que tudo está associado ao que Josh viveu.. Mas... há uma longa jornada para este reconhecimento!  

    Bem como podem ver nossos protagonistas possuem uma carga bem pesada, mas o mistério central é o que aconteceu com Nastya. A cada página a autora vai soltando especulações do que aconteceu com ela, e isso é inebriante e enlouquecedor ficamos em pé de igualdade com os sentimentos de Josh que quer desesperadamente ajudar e correr para longe pois não sabe se é capaz de ajuda-lá quando souber a verdade, embora é tudo o que ele queira. 

    E quando vem à tona Juro nem nos meus pensamentos mais dramáticos pensei em algo tão possível , tão real , tão cruel tão passível que você vai se inebriar das emoções que pertence a Nastya... Dor, frustração,ódio,tristeza...

    Entendemos os momentos e atitudes autodestrutivas de Nastya . 
    Recebemos a mensagem no meio do peito e reconfortante diante dessa dolorosa história, vemos o quanto este amor puro e também reparador e necessário para que surja uma fagulha de esperança e se em um mundo predominantemente preto recebe um feixe de luz , logo será possível uma segunda chance uma esperança e promessa de um mundo colorido... um dia. 


    Eu amei cada página, cada palavra, cada sofrimento que deixou meu coração esmagado e cada feixe de luz que me deixou com um sorriso bobo no rosto!!!



    (...Bem... Terminando de ler o livro da Katja Millay  a resposta ficou ainda mais complexa, pois a satisfação de ler uma história tão cheia de alma, sentimento e  humanidade deixa com que a resposta de: porquê ler ? , algo fora do possível... Eu estou aqui extremamente emocionada e fico me sentindo uma tola, uma sentimental,uma romântica (ok sou isso tudo rsrs) mas ser surpreendida no finalzinho do ano com essa maravilha de livro realmente foi meu presente de aniversário!!!)


    Então obrigada a Katja Millay, obrigada a Editora Arqueiro por trazer essa maravilhosa autora para nós.



    Bjks






    © LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por