Terapia no Cinema - Especial Oscar 2014 : Philomena

27 fevereiro 2014

Título: Philomena
Título original: Philomena

Direção: Stephen Frears 
Elenco: Judi Dench, Steve Coogan
Ano: 2014
Duração: 1h38min
Gênero: Drama

Sinopse: Irlanda, 1952. Philomena Lee (Judi Dench) é uma jovem que tem um filho recém-nascido quando é mandada para um convento. Sem poder levar a criança, ela o dá para adoção. A criança é adotada por um casal americano e some no mundo. Após sair do convento, Philomena começa uma busca pelo seu filho, junto com a ajuda de Martin Sixsmith (Steve Coogan), um jornalista de temperamento forte. Ao viajar para os Estados Unidos, eles descobrem informações incríveis sobre a vida do filho de Philomena e criam um intenso laço de afetividade entre os dois. 



Acho que se existisse o Oscar de filme mais fofo Philomena com certeza ganharia! De todos os indicados que eu vi até agora esse filme foi o que eu mais gostei! Ele me ganhou de diversas maneiras e por diversas razões, mas mesmo sendo meu favorito não conseguiu ultrapassar 12 Anos de Escravidão como o que eu acho que merecia ganhar o Oscar.
Uma coisa que amei no filme: fotografia! Cada lugar mais lindo do que o outro, mas isso eu realmente podia esperar já que o filme se passa no Reino Unido (não sei direito qual foi o lugar das filmagens). Uma das cenas mais belas se passa no convento para onde Philomena foi mandada, que lugar lindo! Judi Dench teve uma ótima atuação assim como Steve Coogan, o entrosamento dos dois é realmente perfeito! Acho que a indicação dela foi realmente merecida mas tenho que admitir, na minha opinião quem deveria levar a estatueta é Merly Streep.
A estória do filme é realmente emocionante e tocante, uma das minhas cenas favoritas (e razão pela qual eu acho que a indicação de Dench foi merecida) é a cena em que ela assiste filmes caseiros de seu filho perdido. Primeiro que adorei a edição no estilo antigo desses filmes, adoro vídeos assim! Segundo porque achei uma cena muito emocionante, a atuação de Dench reflete a sutilidade e o sentimento que alguém deve sentir quando reencontra de certa maneira seu filho a tanto perdido.

Com uma estória que eu nunca imaginaria que fosse acontecer na realidade, Philomena toca em pontos centrais do que é certo e errado e o que realmente é um pecado. Acho que todos deveriam dar uma conferida, é um excelente filme e gostaria muito de ler o livro em que ele foi baseado!
 por Debby Andrade 
© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por