Terapia no Cinema : Álbum de Família

29 janeiro 2014


Título: Álbum de Família
Título original: August: Osage County
Direção: John Wells
Roteiro: Tracy Letts


Sinopse:  Barbara (Julia Roberts), Ivy (Julianne Nicholson) e Karen (Juliette Lewis) são três irmãs que são obrigadas a voltar para casa e cuidar da mãe viciada em medicamentos e com câncer (Meryl Streep), após o desaparecimento do pai delas (Sam Shepard). O encontro provoca diversos conflitos e mostra que nenhum segredo estará protegido. Enquanto tenta lidar com a mãe, Barbara ainda terá que conviver com os problemas pessoais, com difíceis relações com o ex-marido (Ewan McGregor) e com a filha adolescente (Abigail Breslin).
Elenco: Julia Roberts, Meryl Streep, Benedict Cumberbatch, Ewan McGregor, Julianne Nicholson, Juliette Lewis, Sam Shepard, Abigail Breslin.
Ano: 2013
Gênero: Comédia, Drama
Duração: 1h59min






A coisa mais chocante de ver Álbum de Família não foi Meryl Streep mega acabada e com um cabelo curtinho para o papel, nem ver Julia Roberts não tão acabada assim para seu ou muito menos ver Ewan McGregor barbudo e (na minha opinião) irreconhecível para o filme e sim ter a adorável surpresa de ver Benedict Cumberbatch fazendo parte do filme. Isso sim foi totalmente inesperado pra mim! (Podia ficar horas e mais horas falando o quanto esse homem é maravilho e contando sobre meus vários delírios de me mudar para Londres e casar com ele e etc mas, essa resenha é sobre o filme e não sobre ele.)
Primeiramente vamos falar da diva da noite: Meryl Streep, minha mãe (fã de carteirinha) assim como eu concordamos em um ponto: ela mandou muito bem o filme inteiro e sinceramente, mereceu sua bilionésima indicação ao Oscar. Com um cabelo curto de paciente de câncer e uma maquiagem muito bem feita ela impressiona interpretando uma mãe com câncer e viciada em medicamentos. A caracterização dela foi perfeita, realmente fiquei chocada quando ela apareceu no filme totalmente acabada e com um cabelo pequenininho. Quanto a Julia Roberts, ela também arrasou e mereceu sua indicação ao Oscar, não tão acabada e com uma atuação tão boa quanto Meyl a sintonia das duas é simplesmente perfeita. Mas tenho que dizer que a melhor cena em todo o filme (e uma das que eu achei mais engraçadas) foi a do jantar entre as duas e a personagem de Julianne Nicholson, essa sim foi a que eu mais gostei. Achei a atuação de todas perfeita e a parte trágica só foi mais reforçada pelo caráter cômico (e quando digo cômico me refiro a algo que não era engraçado mas acabou sendo) que essa cena tem no inicio. As outras atuações do filme, como a de Benedict Cumberbatch (lindo!!) ou a de Abiagil Breslin (como essa menina cresceu!) foram também maravilhosas, alias todo o elenco na minha opinião foi maravilhoso.



A fotografia do filme é maravilhosa e com uma estória trágica do início ao fim o filme conseguiu me conquistar mais ainda do que eu imaginei que ele iria. Com um elenco de primeira Álbum de Família foi uma surpresa maravilhosa do início ao fim, trágico sim mas maravilhoso!

                                                               Por Debby Andrade
© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por