Coluna Raffa : Meu amigo Jesus Cristo da @Gutenberg_Ed

19 dezembro 2013

Título Original : Mit Venskab med Jesus Kristus
Título no Brasil: Meu amigo Jesus Cristo
Autor : Lars Husum
Editora : Gutenberg
Número de págs : 287


Não espere que esse livro seja simples e nem tão pouco algo engraçado.Basta informar para quem é fã da sétima arte que o autor dinamarquês Lars Husum trabalhou anos com o famoso roteirista e diretor Lars Von Trier. Se esse nome não lhe diz nada, você certamente vai se assustar com a história, mas se você já viu algum filme dele como " Dogville", "Anticristo" e "Melancolia" vai entender porque Lars Husum trabalhou com o diretor.
Se o título pode parecer uma brincadeira - e não sei ao certo se realmente o é afinal cada um tem sua crença e quem sou eu para julgá-la - o livro desde o início já se mostra um livro tenso e intenso, que não é fácil de ser lido se você espera o romance que está escrito no meio da motocicleta na capa do livro do suposto Jesus.
Filhos da maior cantora da Dinamarca, Nicolaj e Sis, tem respectivamente 13 e 20 anos quando os pais morrem em um acidente de carro. Logo sabemos da história de vida de seus pais que se conheceram na pequena Tarm e saíram fugidos para viver seu amor, sua mãe nunca mais falou com os pais e também nunca quis voltar a tal cidade, indo viver na Dinamarca com o marido que era carteiro e que nunca abandonou a profissão mesmo sua esposa sendo milionária.
Nicolaj logo se torna um rebelde que faz de tudo para chamar a atenção da irmã mas apesar de ver que a destrói aos poucos sente prazer toda vez que vê que ela o ama ainda depois de todas as besteiras que ele faz e lê-se como besteira coisas como : bater nos outros sem motivo, vomitar em todos os lugares por ter bebido demais e ficar sem calça no meio da escola.
O que o autor nos passa é que a Sis tem um amor de mãe por Nicolaj e por ele faz tudo, qualquer pessoa que não sentisse o mesmo amor maternal por um irmão o teria largado, desistido de ajudar quem não queria ajuda. No leitor cresce uma raiva, até onde vai o nosso amor por alguém que só faz besteira ? Que ferra não só com a nossa vida como com  a dele?
Quando Sis finalmente se apaixona e resolve morar com Brian, um homem bom que a ama de verdade, ela compra um apartamento para o irmão problema que mesmo quando ela engravida não sossega , são tentativas de suicídio somente para chamar a atenção dela que tem sua relação abalada com o marido por causa de Nicolaj.
Se as vezes sentimos pena, na maior parte do livro desejamos que ele pague por tudo que fez, há eventos que não vou contar para não dar spoilers, mas quando achamos que não tem mais como ele destroçar a vida da irmã, o autor nos surpreende, e não é nada do que esperamos, é um soco na boca do estômago, no dá vontade de parar de ler, mas não conseguimos, eu quis saber mais, quis saber como terminaria a vida daquele cara que só soube destruir a vida das pessoas que os amaram, o episódio com a namorada Silje também é algo revoltante, é narrado com precisão e me deu nojo dele o tempo todo. Não vou contar para não estragar.
E afinal o que tem a ver Jesus com tudo isso? Quando não tem mais a quem recorrer, e sem trabalhar a vida toda já que vive dos direitos autorais da mãe, ele encontra Jesus , não da forma como eu queria, quis que ele morresse para pagar por tudo que fez o livro todo, mas sei que mesmo na vida real quando se deve odiar alguém mas ainda se ama não há o que explique e é essa a mensagem que Lars nos passa.
É Jesus que ele vê é de verdade? Não sabemos, mas ele parece um cara da Harley Davidson que se perdeu dos amigos e resolve ajudar o desajustado.
Na verdade, o que impressiona tanto a nós quanto a ele é que tudo que o suposto Jesus diz acontece e com isso ficamos na dúvida mesmo, porque afinal cada um tem o Jesus que merece.
Confuso,ele começa a fazer  tudo que esse messias manda e isso incluí procurar as pessoas que fez mal e morar em Tarm.
O livro é extremamente forte, não há tempo para risos, o protagonista não é cativante e o final pode muito bem não ser feliz mas mesmo assim amei.
Porque estava cansada de ler sempre a mesma coisa, porque gostei da tensão, da raiva, da mistura de sentimentos que senti lendo.
Por esse motivo, recomendo. Se você vai gostar não sei , mas com certeza vai sentir algo que pode ser bom como pode ser ruim.
© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por