Coluna Raffa : Garota Interrompida da Editora Única

20 agosto 2013

Título Original: Girl Interrupted
Título no Brasil: Garota, Interrompida
Autora : Susanna Kaysen
Editora : Única






 " Garota interrompida" é forte, a autora narra o que passou na década de 60 ( quase 70 na verdade, já que começa em 67!) quando ao invés de lhe diagnosticarem com o transtorno que tinha derivado de depressão aos 18 anos quando tentou de matar após ingerir algumas pílulas, o médico fica na frente dela por apenas 15 minutos fala de sua espinha e a manda para o hospício. Sim, Susanna Kaysen é internada por 2 anos em um hospício, onde vê cenas horríveis, onde vive com loucas de verdade e onde vai descobrir que o que achou que seria fácil passar, é na verdade um lugar enlouquecedor onde o que lhe resta é se adaptar.
Entre a sanidade e a loucura, ela vai se deparar com diferentes histórias muito piores que as suas, não vai conseguir lembrar porque de verdade tentou se matar, vai se familiarizar com alguns sentimentos das amigas que as cercam por mais doidas que sejam.
Vai sentir pena de umas, como a que acaba se matando e tem um pai que sente por ela algo que pais não deveriam sentir.
Apesar de ter se internado sem nenhuma oposição, ela logo vê que não é como as meninas que as cercam e o que nos impressiona é como qualquer um de nós poderíamos estar em hospício com um diagnóstico errado , afinal depressão ou transtornos são cada vez mais comuns e não tem mais esse tratamento errado das pessoas serem tratados como loucas.
Susanna nos mostra tudo que passou e ao mesmo tempo que nos impressionamos com como ela ficou internada em um local inadequado nos impressionamos no como o ambiente que ela vive altera de alguma forma o modo que vê o mundo lá fora.
Assim como o filme que deu o Oscar a Angelina Jolie, o livro não poderia ser diferente, afinal foi baseado nele, é fantástico.
" Garota interrompida" é um relato sincero, de como sua vida pode ser afetada por fatores externos e internos, por demônios que vivem fora e dentro de você, Susanna teve a infelicidade de ter um médico que a internou, mas soube sobreviver aos 2 anos e sair sem pirar, algo que não sei se todos conseguiriam.
© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por