Análise de Filme : "Garota, interrompida" (DVD)

22 agosto 2013

Título Original: Girl, Interrupted
Título no Brasil: Garota, Interrompida
Baseado no livro : Garota, Interrompida da autora Susanna Kaysen
Elenco: Winona Ryder, Angelina Jolie, Whoopi Goldberg, Vanessa Redgrave, Jared Leto, Britanny Murphy
Direção: James Mangold
Gênero: Drama
Duração : 2h 4 min
Censura : 16 anos
País : EUA
Idioma : Inglês
Formato assistido: DVD
Distribuidora: Columbia Pictures
Ano : 2000


Depois de ler o livro era quase óbvio que eu ia querer rever o filme, o que não esperava é que ficasse em dúvidas do que gostei mais. Sim, eu já havia visto o filme há 13 anos atrás quando este passou nos cinemas do país e deu o Oscar de melhor atriz coadjuvante a Angelina Jolie, mas confesso que lembrava de poucas coisas. Aí é que veio o problema, fui procurar o filme para venda  e está fora de catálogo, mas meu lindo pai tinha em sua gigante coleção e o resultado foi esse que comento abaixo.
Baseado no livro de mesmo nome , Susanna da ficção é Winona Ryder, a atriz mignon que estragou sua carreira sendo presa por roubar casacos em lojas, como todos os filmes que vi com ela até o momento, Winona está fantástica na pele da jovem de 18 anos que em pouco tempo de conversa com um médico e por ter tentado se matar tomando um vidro de aspirina, é diagnosticada como louca e internada em um hospício. O que ela não imagina é que não ficará por pouco tempo mas sim 2 anos !
No filme achei que a personagem sofreu bem menos por estar internada no local e que se adaptou facilmente tanto a rotina deles quanto a fazer amizades com as amiguinhas insanas.
A mais louca delas, coube a Angelina Jolie, que no papel de Lisa vai provar que é muito maluca beleza e deixar todo mundo de cabelos em pé. Lisa é debochada, desbocada e não está nem aí para o que os outros pensam dela.
Todos ao redor dela no filme parecem fofos, o que no livro não senti nada disso, e desculpem comparar os dois, mas é inevitável!
A forte enfermeira-chefe interpretada pela também sumida Whoopi Goldberg dá um ar de seriedade na trama e seu personagem tem a dosagem certa de ternura e de responsabilidade para com as internas.
Apesar de não ser fã de Jolie, ela está ótima no papel, mereceu o Oscar sim, se bem que não lembro quem eram as candidatas da época.
Winona também merecia, os momentos de surto de uma pessoa que não é louca mas sim depressiva mas que por estar no meio de tantos loucos acaba desequilibrada em alguns instantes, é perfeito. 
Encarte do DVD
Outro personagem que mudaram algumas coisas é Daisy ( interpretada pela saudosa atriz Britanny Murphy). A menina que o pai ama mais do que devia e que não gosta de comer é um show a parte no cenário de pessoas desequilibradas do filme.
Até o final triste dela que foi mudado para obviamente dar mais ação na telona, achei incrível.
Jared Leto faz pequena participação como o namorado que aparece para fazê-la fugir com ele para o Canadá.
Direção perfeita, atuações a altura, e um roteiro adaptado que não deixa a dever ao original, a dobradinha livro x filme não poderia ter sido mais perfeita. Recomendo ambos!

Obs : Se você perdeu a resenha do livro Garota, Interrompida da Editora Única, clique aqui


Espero que tenham gostado ;)
Raffa Fustagno
                                                                                         
.


© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por