TERAPIA NO CINEMA : O Cavaleiro Solitário ( filme) com DEBBY ANDRADE

24 julho 2013



Título: O Cavaleiro Solitário

Título original: The Lone Ranger

Ano: 2013

Direção: Gore Verbinski

Roteiro: Terry Rossio

Elenco: Johnny Depp, Armie Hammer, Helena Bonham Carter, Tom Wilkinson, William Fichtner, Ruth Wilson, James Badge Dale


Duração: 2h29min

Gênero: Ação, Aventura e Faroeste


Distribuidor: DISNEY / BUENA VISTA




Sinopse: Colby, Texas, 1869. John Reid (Armie Hammer) é um advogado que acaba de retornar à sua cidade-natal, onde vive seu irmão Dan (James Badge Dale), a cunhada Rebecca (Ruth Wilson) e o sobrinho Danny (Bryant Prince). John está disposto a cumprir a justiça ao pé da letra, levando os criminosos ao tribunal, apesar da resistência local. Ao acompanhar o irmão e outros Texas Rangers em uma patrulha pelo deserto, o grupo é atacado pelos capangas de Butch Cavendish (William Fichtner), um bandido que tem a fama de comer carne humana. Todos são assassinados, com exceção de John, que fica à beira da morte. O índio Tonto (Johnny Depp) o encontra e, ao perceber que um cavalo branco escolhe John, passa a ajudá-lo. Tonto acredita que John foi escolhido por um mensageiro espiritual e que, como voltou da morte, não pode mais ser morto. A partir de então John passa a usar uma máscara e, ao lado de Tonto, faz de tudo para reencontrar Cavendish.






Existem certos tipos de filmes que podem não te passar mensagem nenhuma, sem lição de moral ou com uma lição tão clichê que você não aprende nada de novo, mas que mesmo assim conseguem te animar quando você não está lá muito de bem com a vida e esse é o caso de O Cavaleiro Solitário, pelo menos pra mim né.
Quem me conhece sabe que eu amo Johnny Depp desde meus 12 anos, meu primeiro filme dele foi o clássico Edward Mãos de Tesoura (sim, chorei muito). Só que o primeiro filme que eu realmente sabia o nome dele e parei pra pesquisar a vida dele foi Piratas do Caribe, o que posso dizer, o homem me ganhou com sua maravilhosa atuação de Cap. Jack Sparrow... Desde então nosso “relacionamento” é só flores e em Cavaleiro Solitário ele não deixa a desejar interpretando o índio com a cabeça quebrada devido a um trauma de infância.
Quem também não deixa a desejar é Armie Hammer, carinhosamente conhecido como Kemosabe, que consegue roubar a cena nas partes engraçadas do filme. Chamo a atenção para uma cena particularmente engraçada onde o ator com seus 1,96 consegue dar um grito genuinamente feminino, arrasou!




 Também contamos com a participação especial da diva Helena Bonham Carter, um papel secundário mas que pela estranheza de sua personagem e pela ótima atuação da atriz acaba chamando mais atenção do que o esperado (ou não).
O filme é ação do começo ao fim, um roteiro ágil em que mais pro final dá uma pequena enrolada para talvez criar mais suspense em torno do clímax, o que pode ser só coisa da minha cabeça, mas me irritou muito. Ótima direção de Gore Verbinski, o cara manda bem, e é claro uma trilha de matar de Hans Zimmer. A fotografia do filme é linda e não deixa nada a desejar, faz você realmente querer voltar no tempo e ir se mudara para o Velho Oeste.
Como eu disse o filme não acrescenta nada de novo na sua vida, mas consegue te distrair de todos os seus problemas, bom para exatamente para relaxar e feito provavelmente para ser um blockbuster de sucesso, o que não te impede em nada de amar o filme. O Cavaleiro Solitário é um daqueles filmes que te deixam inspirados, Johnny Depp e e Armie Hammer fazem uma ótima dupla, vale a pena dar uma conferida no cinema mais próximo da sua casa.




Beijos Debby Andrade <3


© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por