COLUNA RAFFA FUSTAGNOO - RESENHA DE " O LADO BOM DA VIDA"

28 fevereiro 2013

Título original: The Silver Linings Playbook
Título no Brasil: O lado bom da vida
Autor: Matthew Quick
Editora : Intrínseca
Número de páginas: 254





  Tem livros que chegam até a gente e parecem mensagens subliminares. No caso desse " O lado bom da vida" o interesse a princípio veio pelo filme estar sendo bem falado e ter indicações ao Oscar. Preferi correr para comprar o livro que tendo Bradley Cooper e Jennifer Lawrance na capa já me agradou bastante.
O conteúdo não poderia ser melhor e como comecei esse texto dizendo, o assunto tratado caiu como uma luva a um problema que muitos temos em doses maiores ou menores e alguns sabem bem lidar com isso e outros nem tanto. No caso de Pat, o personagem principal, ele não soube lidar e só o que sabemos durante boa parte das 256 páginas desse livro é que ele tem 30 e poucos anos e acabou de sair de uma clínica psiquiatríca que chama de " lugar ruim" mesmo tendo feito amizade com Danny, o que lembra de lá prefere esquecer e foge de todas as formas de retornar.
Acolhido após a alta na casa de seus pais, onde a mãe é maravilhosa para ele mas o pai é um esquisito que parece odiar o filho e deixa bem claro isso só interagindo com ele em jogos dos Eagles e com gritos de guerra ridículos, Pat sofre porque acha que ainda há esperança no casamento com sua mulher Nikki, o que a todo instante o leitor percebe mas Pat demora para ver é que não há volta com a esposa, ele passou 4 anos no tal lugar ruim, mas nem se lembra porque ele foi parar lá.
O que de certa forma também nos deixa ansiosos é descobrir por onde mesmo anda Nikki e qual crime ele cometeu?
Rodeado de antigos amigos mas principalmente do casal Ronnie e Veronica e da irmã dela que é uma incógnita e parece precisar de medicamentos tanto quanto ele, Tifanny, a amizade entre os dois só vai crescer : momentos beirando o sadio, momentos a insanidade;os dois vão descobrir que tem muito em comum e é esse relacionamento entre 2 pessoas que lutam contra seus passados, mesmo que uma delas mal se lembre do que fez que o livro começa a focar.
" O lado bom da vida" é sobre a insanidade de amar mais alguém do que a si mesmo, é sobre cometer atos impensáveis em nome desse amor e de esquecer se amar para só lembrar do outro percebendo que isso não é bonito mas sim doentio quando passamos de nossos limites.
É sobre reconhecer que precisamos de ajuda, que temos que aprender com o passado e nos apoiar em quam realmente nos entende, talvez como o autor deixa claro, em quem já passou o que passamos para se ter ideia de como e porque reagimos dessa forma.
Uma história linda, ainda que algumas horas triste, mas com um final adequado para que todo mundo que já sofreu pela perda de um  amor de alguma forma se reconheça.




A nossa queridinha Jennifer Lawrence que protagoniza a mocinha do livro, no filme,
 ganhou o Oscar de melhor ATRIZ.

Não viu o Oscar 2013 Veja tudo que rolou clicando AQUI

 
© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por