COLUNA RAFFA FUSTAGNO - RESENHA DE " O DIÁRIO DE UMA SUBMISSA"

18 fevereiro 2013

Título Original: The diary of a submissive 
Título no Brasil: O diário de uma submissa
Autora: Sophie Morgan
Editora: Fontanar






   A grande diferença entre os livros eróticos que li ultimamente e esse é que esse me deixou chocada por ser entitulado real. Sophie Morgan - autora do livro - é uma jornalista de trinta e poucos anos que levando ao pé da letra a premissa de que " entre quatro paredes vale tudo" descobre na época da faculdade que só sente prazer se for submissa.
E ela conta com detalhes as transas que tem e ao contrário das histórias de Grey e Gideon onde o sexo mesmo soando " estranho" para a grande maioria tem muitas pitadas de amor e romantismo a flor da pele, os parceiros de Sophie a querem para o sexo e ela também, não tem jantar a luz de velas, eu te amo ou juras de amor eterno entre um sexo submisso e outro.
Ela apanha dos parceiros e sente prazer com isso, seja com um cinto ou com uma escova de cabelo. Se eles batem fraco ela não gosta, ela gosta de implorar, de sentir dor e com isso chega feliz ao orgasmo. Doentio? Para ela não, para o leitor muitas vezes sim, ao meu ver é muito do que a vida tem mas os que vivem assim não tem coragem de revelar, por isso não acho que cabe a nós julgar se a forma como age é errada ou não.
Acho sim, que você já deve estar preparado para ler muito erotismo e não esperar que o homem tenha ares de príncipe encantado pois não tem. Na vida de Sophie o que ela ganha é um orgasmo quando faz o que o homem manda e se não for assim ela não vê graça.
Um relato forte, em uma intensidade que pode incomodar os mais frágeis já que é verídico mas ainda assim um bom livro para aqueles que gostam de histórias reais e de pessoas que tem coragem de contar como são na intimidade, como fez Sophie.
© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por