COLUNA RAFFA FUSTAGNO -MEU ENCONTRO COM O AUTOR: PAULA PIMENTA

02 janeiro 2013

Devo assumir aqui que nunca " fui com a cara" de Paula Pimenta, em 2009 quando Meg Cabot veio ao Brasil ela foi uma das ganhadoras do concurso da Editora Galera Record para conhecer a autora antes da tarde de autógrafos que a escritora faria. Meg fez 2 dias de evento e o primeiro deles, uma sexta na qual não pude ir, algumas amigas minhas foram e enquanto aguardavam na fila viram as ganhadoras. Ouvi nessa época que ela foi metida.Não a Meg, mas a Paula. O que bastou para que eu criasse aquela antipatia que não tem explicação por algo que não estávamos lá para saber da verdade e sem conhecer fiz um pré- julgamento.
Mais tarde ela ficou famosa, e também ouvi algumas pessoas reclamando que ela não tinha sido muito simpática. Com o tempo passando e outras amigas minhas lendo os livros dela, indo autografar e voltando me dizendo que ela era tudo de bom, um amorzinho...comecei a me perguntar se estava certa. Mas nunca comprei nenhum livro dela e não fui a dezenas de oportunidades que tive de ir a bate-papos com ela ou a suas tardes de autógrafo.
Esse ano - conforme você podem ver na resenha de " Apaixonada por Palavras" - eu me rendi, combinei com algumas amigas e quis meu livro autografado . Trabalhando no mesmo shopping onde ela faria a noite de autógrafos com bate papo , haviam acabado as desculpas eu precisava conhecer e ter minha própria impressão.
 Levei um pequeno susto quando cheguei na livraria quase 1 h antes do evento e já tinham umas 20 pessoas sentadas. Me avisaram que eu tinha que pegar uma senha. Senha número 24, na mão da moça da livraria tinham mais de 100 senhas , eu imaginei : " Nossa, vai vir tudo isso?"
Achei bacana ser um bate-papo com ela, mas quando cheguei esperei um pouco em pé com a Mariana Soares , Mariana Mortani e sua mãe - que parece irmã! - Tathiana! Vejam a foto abaixo ;)
Depois de muito papearmos finalmente colocaram algumas cadeiras e a livraria já contava com cerca de 80 pessoas! O.o
Sucesso né? Eram meninas de 10 anos, teenagers de 15 e jovens na faixa dos 20 anos em sua grande maioria. Mas lógico que haviam algumas que passaram dos 30 ( euzinha \o/) e algumas vovós fofas!
Quando Paula Pimenta chegou com sua mãe - já ganhou pontos comigo quem leva a mãe de companheira má pessoa não pode ser!- beijou uma por uma as meninas que foram falar com ela.
A Globo News filmava a gente aguardando e depois fez uma entrevista com ela! 
Jà devidamente acomodadas em nossas cadeiras começaram as perguntas para Paula, todas sobre a série de sucesso " Fazendo meu filme" , aqui vai uma explicação que nunca li nenhum livro da série , portanto, boiei boa parte do evento!
Como só tinha lido " Apaixonada por Palavras" quis até fazer uma pergunta, afinal, ninguém fez mas o cansaço falou mais alto e fiquei quietinha no meu canto só prestando atenção e fotografando!
PAULA NO BATE-PAPO
A conversa com os leitores que demorou cerca de 30 minutos foi bem animada, Paula demonstrou simpatia e a fofa da mãe dela também quis fazer perguntas.
Logo depois a fila de formou para que todos pudessem ter seus livros autografados. Como a escritora já tem 6 livros lançados, foi pedido que somente 2 livros por pessoa fossem apresentados.
A fila demorou muito, ela batia papo, perguntava sobre o que tinha achado do livro!
NA FILA COM A LYGIA E A MARI 
Se não fosse as maravilhosas companhias que tive teria ficado ainda mais cansada, se eu era o número 24 imagina quem estava com a senha 100??
Na minha vez, levei o " Apaixonadas" e um livro da Lygia. Contei para Paula que ela havia comentado essa semana no meu Facebook quando postei uma foto falando que havia amado o livro de crônicas mas que o livro " Fazendo meu filme" não tinha vontade de ler porque estou cansada de protagonistas de 17 anos...ela me respondeu fofamente que a Fani - personagem- cresce e termina com 23!Quem sabe não dê uma chance no futuro? Também falamos sobre a frase perfeita " Prefiro óculos a músculos" e sobre Guilherme Arantes, cantor de quem ambas somos fãs!


E foi assim que acho que mesmo burra velha descobri que na vida é melhor você tirar suas próprias conclusões do que acreditar em tudo que falam. O livro é muito bom e ela foi extremamente atenciosa e fofa! ;)

© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por