COLUNA RAFFA FUSTAGNO - RESENHA DE " A PRIMEIRA NOITE" DE MARC LEVY

05 novembro 2012

Título original: La Premiere Nuit
Título no Brasil: A Primeira Noite
Continuação de " O primeiro dia"
Autor: Marc Levy
Editora: Suma de Letras
Número de páginas: 339





Reza a lenda que o segundo livro nunca é tão bom quanto o segundo. Narrado por Adrian o livro tem emocionantes cenas de ação e suspenses desvendados. Começando por Keira que como já suspeitávamos não estava morta, mas o fato de Adrian não desistir dela nenhum minuto é a parte mais linda do livro. O amor dele o faz acreditar que ela ainda vive e quando a descobre depois de correr muitos riscos e arriscar também a saúde dele quando eles se encontram Levy ainda nos dá uma certa dúvida se ela ainda o ama. Mas logo a verdade vem e já voltamos a torcer pelo casal principal. Protegida por monges que a pedem para que ela aguarde um certo tempo para sair, ela fica dividida e insegura entre fugir ou cumprir o que prometeu.
Keira as vezes irrita um pouco o leitor mas Adrian é encantador o livro inteiro. Tanto com a namorada como para continuar a saga atrás da verdade sobre o cobiçado pingente que começou no primeiro livro.
Quanto mais eles pesquisam, mais eles colocam a vida em risco, de pano de fundo temos Ivory e Walter os nem sempre fiéis amigos mostrando que sabem da verdade mas a escondem de nossos protagonistas.
Atrás da verdade eles vão viajar muito, da Russia a Amsterdã,da Grécia a Inglaterra o livro começa cada capítulo com o nome da cidade que a pessoa narrada naquele capítulo está.
Por trás de todo o mistério sobre a criação do mundo nos dois livros Levy nos prende de tal forma que o difícil não é gostar da história mas sim conseguir parar de ler.
Com um final emocionante e revelador, o autor arrasa mais uma vez.
Keira e Adrian já podem ter mais livros sobre novas aventuras porque gostei tanto que esse foi pouco!  
© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por