COLUNA RAFFA FUSTAGNO - RESENHA DE " O CASAMENTO"

24 setembro 2012

Título original: The wedding
Título no Brasil: O casamento
Autor : Nicholas Sparks
Editora : Arqueiro
Número de páginas: 222






A impressão que tive desse livro era de que era um amor lindo demais para ser real, parecia conto de fadas, daqueles que vemos há anos, rodeados de príncipes, as princesas são amadas e a vida tem poucos problemas. Mas Sparks repete não somente essa fórmula como outras já conhecidas de seus leitores , ele fala de amor como sempre e isso para quem é romântico incurável é perfeito!
Mas para os que acham que todo livro dele tem que ter final infeliz leiam " O casamento". 
 Cá estou eu resenhando sobre um livro que a história tem tudo de linda e por esse motivo se faz difícil acreditar no mundo real.
Mas certamente ele está certo e nós errados, eu duvidei do amor lindo, do amor eterno vivido entre o casal que após 30 anos de casados nunca traiu.
No mundo de Sparks não há espaço para traição e errar com a esposa é deixar de demonstrar o quanto a ama com a mesma intensidade do início da relação. O personagem Wilson Lewis que após 30 anos de casado com Jane e nenhuma - repito nenhuma! - traição no currículo descobre por um ato falho de memória tão comum em muitos homens que conhecemos : esquecer datas de comemoração de aniversários de namoro ou casamentos , resolve que não poderia ter decepcionado tanto assim a mulher que ama e quer provar que o amor que sentia não ficou no passado.
Único problema do livro é esse, o fato de ter esquecido para mim não condiz com tudo que ele acha que tem que fazer pela esposa amada e nem justifica que ela realmente tenha parado de amá-lo. Não senti em nenhum momento isso vindo dela.
Comum em qualquer lugar? Não para eles...o que me fez indagar se errado não estamos nós que achamos estranho o homem que se preocupa com a mulher dessa forma  ao ponto de querer de volta toda a emoção do início da relação. Ele quer reviver tudo com a esposa Janes, desde os primeiros  beijos, os mesmos sentimentos brotando como se fosse o primeiro ano de namoro e vai atrás disso como alguém que quer ganhar algo que nunca se perdeu totalmente, as vezes, na minha opinião, só se dá menos valor.
Com uma linda e super necessária   participação especial de Noah de Diário de uma paixão ( ele é o pai de Jane) , se i livro peca é pelo excesso de fofura! 
Tenho uma amiga que diz que Sparks é brega...mas eu o amo...e esse livro é mais uma linda breguice que merece ser compartilhada por quem assim como eu ainda suspira e se emociona com lindas histórias de amor.

 Raffa Fustagno
© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por