Divulgação Editora Suma- O Primeiro Dia - Marc Levy

25 agosto 2012



mailmkt-teaser1
Do mesmo autor de Tudo aquilo que nunca foi dito
"Marc Levy encontrou uma receita para o sucesso: romances tocantes que flertam com a fantasia, narrados com simplicidade" - Ouest France
“Ao longo dos anos, Marc Levy vem seduzindo milhões de leitores. Qual é o seu segredo? Ele escreve sobre temas essenciais, tais como o amor, a amizade e os mistérios da vida, de uma forma envolvente.” – Paris Match
 
 
 
 
 
Marc Levy é um fenômeno de vendas. Com mais de 26 milhões de livros vendidos pelo mundo e traduzido para 45 países, o best-seller francês retorna com uma sequência de dois romances intensos. Em O primeiro dia, Levy escreve seu primeiro romance de aventura – que também figurou entre os mais vendidos em seu país natal. Em outubro, a Suma de Letras publica sua continuação, A primeira noite.
Em seu nono livro, Levy apresenta Adrian, um reconhecido astrofísico que dedica sua vida à procura da mãe de todas as estrelas – a primeira a brilhar no céu, milênios atrás, no nascimento do universo. Após passar uma temporada observando os astros no deserto de Atacama, no Chile, seus planos são frustrados pelo desgaste físico que sofre por conta da altitude, fazendo com que ele retorne a Londres. Na capital inglesa, disputa um prêmio fornecido por uma importante fundação, voltado a projetos de pesquisa científica.
A apaixonada Keira, por sua vez, é uma arqueóloga ambiciosa. Sua meta é a descoberta do fóssil do primeiro ser humano a caminhar sobre a Terra. Ela comanda uma importante escavação no Vale de Omo, na Etiópia, mas quando uma tempestade de areia destrói o local, se vê obrigada a retornar à Europa. Ela traz consigo um estranho pingente, recebido das mãos de um pequeno órfão etíope chamado Harry.
Em Londres, disputando o mesmo prêmio de pesquisa científica que Adrian, os caminhos de Keira se cruzam com os dele, com quem teve um caso há muitos anos. Numa visita ao apartamento de Adrian, ela esquece lá o pingente, acendendo no astrofísico tanto o interesse científico – pela origem do artefato – quanto o amoroso, por sua dona. As estranhas características do pingente fazem com que Adrian se dê conta que o objeto não é apenas um mero souvenir.
Diante de estranhos acontecimentos em torno de ambos, logo se tornará claro para o casal que eles não são os únicos interessados no pingente, e qu-marc-levye há gente disposta a tudo para consegui-lo. Keira e Adrian partem numa viagem que os levará a vários continentes, seguindo mapas traçados a partir das estrelas e pistas enterradas no solo. E a meta de ambos é achar a resposta para perguntas que intrigam a todos desde o início dos tempos.
 
Fonte: Site Editora Suma













© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por