Resenha: A Filha da Minha Mãe E eu

31 julho 2012


capa_ a filha da minha mãe e eu.indd

Autores: Maria Fernanda Guerreiro
Titulo: A filha da minha mãe e eu
ISBN: 9788563219152
Selo: NOVO CONCEITO / JOVEM
Ano: 2012
Edição: 1
Número de páginas: 256
Formato/Acabamento: 16x23x1,7
Peso: 0.385 kg
Área Principal: FICÇÃO
Assuntos: DRAMA
Sinopse
Sensível e tão real a ponto de fazer você se sentir parte da família, A filha da minha mãe e eu conta a história do difícil relacionamento entre Helena e sua filha, Mariana. A história começa quando Mariana descobre que está grávida e se dá conta de que, antes de se tornar mãe, é preciso rever seu papel como filha, tentar compreender o de Helena e, principalmente, perdoar a ambas. Inicia-se, então, uma revisão do passado – processo doloroso, mas imensamente revelador, pautado por situações comoventes, personagens complexos e pequenas verdades que contêm a história de cada um.
Fonte: Site Novo Conceito
 
 
LMT ….Terapiando

Sou muito covarde, pois como já disse para vocês não curto livros que as histórias facilmente seriam consideradas reais, que podem ser comparadas com situações que provavelmente alguém já passou ou passará. Como costumo dizer de : – De real basta a minha vida.
Porém… Sempre abro exceções e até agora não tive decepções.
Mas para variar é impossível não se identificar com a história  entre mãe e filha vividas neste livro.
Certamente a maioria das mulheres vão se ver nas posições de Helena e Mariana, depois de lerem este livro.
A Filha da Minha Mãe e Eu começa com um apanhado de acontecimentos do passado para que ao decorrer da história possamos entender o porque das atitudes dos personagens um com o outro. É um sentimento estranho! Pois quando na sinopse fala :
“Sensível e tão real a ponto de fazer você se sentir parte da família”

É exatamente assim que me senti as vezes , pois queria dar um grito com Mariana que por em momentos ser tão óbvio, mas ela não via a intensão de sua mãe. Mas ai eu me perguntava: será que eu veria?
Mariana tem um conflito grande com sua mãe, não se sente amada por ela, isso a deixa instável. E a menor situação a leva ao extremo do sentimento de rejeição.
Momentos com gritos,ignorância e muito sofrimento são de fazer as lágrimas rolar e principalmente …  faz pensar na família como um todo.Como um relacionamento conturbado entre mãe e filha afeta todos que estão em volta.
Mas não é só isso… 
A conclusão e a mensagem é o clichê mais verdadeiro de todos …
Não importa se gritamos ou nos desentendemos. A família é tudo e no final da linha, é só a família que vai estar lá para nos apoiar.

Preparem os lencinhos !!
Bjks
Livros Minha Terapia

 a filha da minha mãe e eu
© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por