Lançamentos da SUMA - Junho

02 junho 2012


Então pessoal, nossa super parceira Suma já entra junho com dois lançamentos de arrasar!
O primeiro deles vocês logo, logo vão ler a resenha por aqui, é a continuação de Destino: Travessia.

 
Segundo volume da trilogia distópica de Ally Condie, Travessia é a continuação de Destino e retoma a história de Cassia Reyes, jovem que pertence a uma sociedade na qual não há pobreza e a população recebe alimentação, moradia e emprego de um Estado autoritário e controlador. A Sociedade, como é conhecido este governo que vigia a todos, manipula desde a função que cada cidadão exerce até a escolha de casais, num totalitarismo que levará a jovem a enfim confrontar o poder instaurado.

O futuro de Cassia, que um dia fora traçado de forma detalhada, não poderia ser mais incerto agora que ela resolveu seguir para as sombrias Províncias Exteriores, campo de extermínio dos cidadãos banidos pela Sociedade. Ela está à procura de Ky Markham, com quem construiu uma relação proibida e que havia sido aprisionado e levado para o que parecia a morte certa. A Sociedade afirma que os indivíduos que são enviados ao local foram convocados para uma suposta guerra contra um inimigo desconhecido. No entanto, são secretamente assassinados por confrontarem o sistema.

A chegada às Províncias reserva a Cassia uma boa surpresa: Ky conseguiu fugir para os cânions da região. O que não tornará mais fácil a missão da jovem, pois os cânions são inóspitos, traiçoeiros e não se sabe de ninguém que tenha conseguido desbravá-los. Nesta fronteira selvagem, ela conhece a promessa de uma vida diferente e testemunha os primeiros sinais de uma rebelião. Porém, mesmo disposta a sacrificar tudo para reencontrar Ky, a situação de Cassia pode se complicar por causa de reviravoltas na história provocadas por Xander, seu Par original.

Impulsionada por sua coragem e pela determinação de Ky em se opor ao totalitarismo no qual vivem, Cassia fará novas descobertas que levarão ambos a uma experiência de vida completamente diferente à apresentada pela Sociedade, manipuladora como em clássicos da distopia como 1984, Admirável mundo novo e Fahrenheit 451. Narrada em pontos de vista alternados por Cassia e Ky, a continuação de Destino levará o casal aos cantos mais distantes da Sociedade, onde a vida é muito diferente do que eles conheciam.



 Animados?? Isso porque ainda não viram o book trailer MARA que a Suma preparou para nós leitores:

Incrível né gente??
Mas só que não para por aí não...ainda temos mais um lançamento deles tipo " Must read" para os delírios de consumo de nós, Bookaholics *-*
Carlos Ruiza Zafón, o mesmo autor de "A sombra do vento" também terá a continuação nas livrarias para esse mês! 




Dez anos depois do sucesso mundial de A sombra do vento, que superou a marca dos 15 milhões de exemplares vendidos, o escritor espanhol Carlos Ruiz Zafón retorna em O prisioneiro do céu à saga de Daniel Sempere e seu amigo Fermín, protagonistas da série O cemitério dos livros esquecidos, composta também por O jogo do anjo, de 2008. Apesar de ser o terceiro lançamento da sequência de quatro livros, o romance é, dentro do desenvolvimento cronológico da trama, o sucessor imediato de A sombra do vento, uma vez que O jogo do anjo se passa num período anterior ao título que inaugura a trama.

Considerado pela imprensa internacional e pelo próprio Zafón mais próximo à linguagem de A sombra do vento, o autor apresenta no livro o total domínio de sua narrativa e do estilo que o consagrou Espanha afora. Estão presentes neste novo romance o ambiente neogótico da Barcelona de Gaudí, tão próprio ao escritor, e o talento de roteirista que lhe permite encadear as cenas de sua novela numa estrutura narrativa bem engendrada em que os acontecimentos se sucedem formando uma teia de significados e referências.

O prisioneiro do céu se parece mais com A sombra do vento do que com O jogo do anjo, tanto no que se refere ao tom quanto à própria experiência de leitura. É uma novela dinâmica, para que o leitor a desfrute, e inclui pitadas de humor, emoção, romance e magia. É também mais ágil e amável que O jogo do anjo, ainda que permita aos leitores reinterpretar os dois títulos anteriores com outros olhos”, explica Zafón, em entrevista à revista literária espanhola Que Leer, que elegeu o lançamento como o livro do ano de 2011.

O sucesso comercial de seus títulos, aliado a um estilo depurado na escrita dos mesmos, lhe rendeu comparações com Charles Dickens e Umberto Eco pela capacidade de criar romances populares e, ao mesmo tempo, repletos de referências eruditas, num difícil equilíbrio entre boas vendagens e reconhecimento literário. Diante das comparações, Zafón sai pela tangente: “Acredito que um escritor deve respeitar os galanteios ou opiniões sobre a sua obra, mas não prestar uma atenção demasiada ao que se diz. É parte do processo de tornar público um trabalho de criação”, opina o escritor que, no momento, se dedica ao quarto título da série.


 Não disse que eram dois lançamentos MARA? Mas não terminou não... " O prisioneiro de céu" também tem booktrailes fresquinho:

E para animar ainda mais os seguidores do Livros Minha Terapia, informamos que os dois livros terão promo aqui no blog, fique, ligados que já já a gente lança a promo da Suma !

                                                                                                                Bjos Raffa Fustagno
© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por