COLUNA RAFFA FUSTAGNO - RESENHA DE " A RAINHA DA FOFOCA EM NY"

21 fevereiro 2012

Título original : Queen of  babble in the big city
Título no Brasil: A Rainha da fofoca em Nova York
Autora: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Ano de lançamento: 2010
Número de páginas: 431








Não sei o que sinto por Lizzie, de verdade. Quando li o primeiro livro foi em 2008! Mal lembrava de tudo quando peguei o segundo volume para ler mas aos poucos como Meg Cabot vai relembrando algumas cenas veio o deja vu!
No início acho Lizzie insuportável, não porque ela fale demais ( sim, ela fala demais e não faz fofoca demais..para mim tem grande diferença e nunca concordei com o título do livro...)mas porque aos 23 anos ela age como se tivesse 13! Nada contra ela ser a sonhadora...ela achar que morar em NY e casar com Luke seja o máximo da perfeição...mas o problema é que ela faz desse relacionamento e da obssessão em casar com ele um motivo para irritar quem está lendo.
No meu mundo não é normal pessoas se casarem aos 2 meses de namoro...ou como no final aos 6 meses. Conheço alguém? Sim, um caso! Mas ela faz como se namorasse há 10 anos e estivesse cansada disso.
O fato de gostar de remodelar vestidos de noiva é uma parte interessante do livro...nessa parte eu gosto de Lizzie, ela não tem medo do trabalho e corre atrás do que quer de verdade , tanto que boa parte desse segundo livro ela se divide entre ser recpcionista na firma de advocacia do pai de Chaz e de " estagiar" em uma loja de reforma para vestidos de noiva.
O relacionamento dela com Luke vai bem...ele durante o livro todo me pareceu um cara fantástico mas ela com a cisma de que a qualquer minuto quer ver uma aliança na mão dele quase bota tudo a perder.
Ela nunca está satisfeita nem quando ele a chama para morar com ela, nem quando os pais dele a tratam bem, muito menos quando ele diz que a ama. Ela quer casar: é isso ou nada!
Do outro lado temos a história da melhor amiga Shari e de Chaz que começam como um casal mas se separam...por causa dela que descobre que não gosta mais de meninos e sim de meninas.
Chaz é como o namorado perfeito...mas Shari por não gostar mais dele chega a ser ridícula reclamando de defeitos que são qualidades e que qualquer mulher gostaria de ter namorados com esses defeitos.
A parte em que Shari conta que vai morar com a chefe , por quem está apaixonada, é muito boa. Já passei por isso e que ela se pergunta é igual ao que eu me perguntei, algo como " Será que minha amiga sente algo por mim também?" ou " Quando ela desenvolveu isso e não percebi?" São cenas piegas que depois notamos que nada tem a ver com o momento mas pelo susto nos indagamos.
Enquanto isso um solitário Chaz dá em cima dela na festa de casamento da " Elefante Marinho" ( leiam para saber quem é..rs), e o livro termina com aquela cara de...a seguir cenas dos próximos capítulos...e você fica morrendo por spoilers!
NY contada por Lizzie não é tão maravilhosa como nos filmes, em Sex and the City ou Gossip Girl...é uma cidade grande com suas qualidades e defeitos e pessoas sempre ocupadas demais para se importar com você. Na visão de Meg NY não tem tanta gente bacana e sim muitos mal educados...pelo menos é assim que ela descreve nesse livro.
Ah sim, Lizzie me irrita por duas coisas: a primeira que pode parecer a graça da personagem é que ela narra as vestimentas de tudo e todos. É como se eu falasse : saí de casa com minha calça da Renner, minha camisa social da C&A e sapatilha da Sonho dos pés. Só que nela assim como já existia em Gossip Girl e em Sex and the city, tudo é de marca...o que não é chamam de vintage...as vezes me encho de saber que até o casaco do namorado dela é Hugo Boss...who cares?
O fato de ter tantos homens no mundo para ela esquecer as mágoas e optar pelo ex da melhor amiga e melhor amigo de seu ex...comigo não rola...nunca aceitei pessoas que fazem isso porque já fui a outra parte e dooooooóiiiiiiiiiiii até dizer chega!
Como assim ama o Luke e na primeira oportunidade pega o Chaz? Sim, meu apoiler GIGA de final de livro...indo para o FISGADA ;)

© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por