COLUNA RAFFA FUSTAGNO - ENTREVISTA COM ANNA PAQUIN - A SOOKIE!

09 junho 2011

Para começar devo dizer que amei essa entrevista com nossa eterna oscarizada de " O piano" e não menos famosa Sookie Stackhouse !
A entrevista abaixo é parte de uma entrevista que  ela deu para a  revista "Dazed Digital", achei bacana conhecermos um pouquinho mais quem faz nossa tão amada mocinha do seriado mais sexy de vampiros que já existiu!


" Simpática e bem humorada a atriz neo zelandesa Anna Paquin é um misto de menina ingênua com mulher  poderosa de Hollywood; aos 28 anos ela ainda tem o ar da adolecência mas sabe que desde criança vive sobre os holofotes e com cameras aonde quer que vá. Ela sabe também do poder que tem ao estrelar a série vampírica, violenta e erótica chamada True Blood, no qual ela atua como Sookie Stackhouse,  uma garçonete telepata que vive em uma cidade pequena rodeada de semi-mortos.
Sua personagem lê mentes e isso a incomoda profundamente fazendo a estar melhor na companhia dos vampiros do que na de humanos.
Vamos a entrevista.

Como Sookie é uma telepata, vamos a esse dom dela, algumas pessoas acreditam que isso seja um super poder dos seres humanos em se comunicarem uns com os outros e que isso será usado algum dia. Você acha que a Sookie pode ser vista como alguém super evoluído que pode ler a mente?
Bem, eu meio que gosto do jeito que a Sookie pensa na verdade que isso é um defeito, mesmo que se trate de uma pessoa evoluída para poder fazê-lo. Porque as vezes o que faz as pessoas especiais se tratando do dia a dia  é o que ela tem como estranho para ela. A maioria das pessoas apenas quer ser aceita pela sociedade e ela não consegue porque vive tendo esses monólogos internos sobre o que cada pessoa está pensando o tempo todo.

Sim, pensando bem isso pode ser um saco. Mas o interessere disso tudo se pensarmos a respeito é um super poder que a aborrece;
Pessoalmente, eu sou muito feliz de não ser uma telepata. Se você não quer que eu não saiba alguma coisa, então ótimo!


Você tem sua própria produtora com seu irmão. Como é isso?
Nós fizemos um filme e então minha vida se transformou por causa de True Blood. Eu realmente curto ser a diretora e quem toma decisões sobre quem iremos contratar e como as coisas serão feitas. Eu venho fazendo isso por 19 anos , então eu acho que é natural querer expandir as opçôes de responsabilidade de meu trabalho. Boa parte das pessoas quer pular etapas no que diz respeito a ter responsabilidade ou começar trabalhando por trás das cameras.

Anna Paquin toda sexy para a revista Dazed Digital



Você me parece bem consciente de estar chegando aos 30 anos e agir como uma adulta.
Para mim eu sinto como se o número de minha idade finalmente se encaixe na idade de como me sinto. Quando você vive em um mundo em que em sua maioria é ocupado por adultos isso tendenciona você a crescer alguns anos mais rápido - mas se você tem 18,19,20 e aparenta ter 14, as pessoas irão lhe tratar como se voce ainda fosse uma criança. Nesse ponto começo a gostar de como as pessoas vão começar a me ver com a minha real idade. Como vão esperar as coisas de alguém de minha idade. Tenho quase 30 anos, então acho que é normal ter comprado uma casa e ser casada.


Então você sempre se sentiu mais velha do que sua real idade, porque você aparenta ser mais jovem...
Sim, mas eu parei de parecer uma adolescente na qual eu  já estava tempo demais parecendo, mais do que as outras pessoas normalmente parecem. Isso é algo que sempre ouvi mesmo sendo uma adulta.


Como foi  a transição de ser uma nova-iorquina para ser uma garota de Los Angeles nos últimos 3 anos?
Eu jurei que nunca deixaria New York, na alegria ou na tristeza porque eu a amo! Mas eu realmente gosto de viver em LA. E então como tive que ver que não dava para ir a escola todos dos dias depois do trabalho e depois as minhas aulas da faculdade , eu parei de fingir que um dia iria voltar para lá.

Gostaria de lhe perrguntar o que você acha de fé e destino? Sua carreira veio devido ao seu talento...
(Risadas) Se você diz que sim!

....mas também porque você estava no lugar certo e na hora certa;
Bem, certamente é muito fácil de ver que você pode tomar um rumo diferente aqui ou ali, isso certamente lhe leva a um caminho totalmente diferente do que você um dia imaginou. Eu sinto como se essas coisas funcionassem bem para explicar as coisas boas mas não necessariamente para explicar o porque das tragédias, das coisas horríveis que acontecem com as pessoas. Isso é quando eu tenho um pouco de dificuldade de ter fé. Como quando acontece de alguém muito próximo de mim ter câncer, aonde vai minha fé? Eu não acredito nisso. Eu tenho sido incrivelmente sortuda. Não sei dizer se há algo mais envolvido nisso tudo.

Anna Paquin durante ensaio para revista Dazed


Você parece ficar desconfortável com os elogios.
Posso dizer que agradeço os elogios - eu fui ensinada que isso era uma resposta apropriada nesses casos. Mas eu prometo, você não vai me ver fora de mim por elogios, eu me recuso ame deixar levar por tudo que as pessoas vem falando sobre mim, de mim. Isso é apenas uma cultura que compramos. Não sei - acho que os ingleses tem uma boa dose disso também. Nunca pense muito alto sobre você mesma. Nunca deixe pensar que tudo está resolvido porque nesse nível não tem como prever a queda.

Isso é muito anti Los Angeles de você; em LA as pessoas tendem a terem uma abordagem oposta, fazendo com que as pessoas acreditem que o que vêem é a verdade.
Eu acho fascinante quando as pessoas me dizem no que são boas. É como se dizessem " Uau, eu estou tão feliz que você é tão certa!" Eu acho que parte do que sentimos quando achamos que já temos tudo e que não há mais para onde ir é isso. Então não há nada que me sinta atraída nesse mundo.



Então complacência não é algo que você poderia ser acusada...
Sou ambiciosa mas há certas coisas que me foco e que altero um pouco. Quando eu não estava casada e tinha todo o tempo do mundo para estar focada somente em trabalho, trabalho, trabalho, mais trabalho... isso era o que eu fazia. Nesse ponto, existem outras coisas que são mais importantes para mim, então aceitar um trabalho que irá me manter fora de casa por 6 meses se transformou em algo diferente na minha decisão. Agora tenho uma casa que estarei abandonando e uma pessoa que irá sentir minha falta...

Nota da Raffa - Para quem não sabe nossa querida telepata Sookie ou melhor Anna Paquin, é casada com ninguém menos do que Stephen Moyer, o vampirão galã Bill Compton...espertinha a moça de não querer deixá-lo em casa sozinho!!!

Me parece que True Blood mudou sua vida, em todos os níveis, fazer um  seriado pela primeira vez e onde conheceu seu marido que trabalha com você, que aliás namora você também no seriado...
Sim, você está certo!Acho que essolheram ele e a mim porque combinávamos, eles pensaram que tínhamos química juntos. O que na verdade, vimos que também tínhamos fora das telas.

Olha o casal aí! Anna e Stephen juntos dentro e fora da tela!

© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por