COLUNA RAFFA FUSTAGNO - MEU ENCONTRO COM AUTOR : MARCUS ZUZAK

31 maio 2011

       Era ano de Bienal...2007! E todo mundo só falava na vinda do autor que escrevia o best seller mais vendido daquele ano: Marcus Zuzak.
O australiano muito jovem ( na época ele tinha menos de 30 anos) que tinha escrito um livro sobre uma menina perseguida pela morte no meio da Alemanha nazista impressionava e aumentava o número de fãs pelo mundo todo. Foi nesse frenesi que ele veio para o Brasil. lembro muito bem que eu nunca tinha lido o livro...eu estava naquele dia na Bienal por causa de outros autores acompanhada de meu melhor  amigo Igor quando vi aquela fila imensa se formando para ter o livro autografado. Minha mãe não tinha o livro mas estava com ele em casa quando ele veio para cá, no dia antes de sair para a Bienal perguntei: " Mãe, esse livro é seu? O carinha que escreveu vai estar lá na Bienal hoje!" Ela disse : " Não minha filha peguei de sua tia Joana, ela disse que é ótimo". Não sei até hoje o que me deu mas dei uma de " A menina que roubava livros", taquei o livro dentro da bolsa e fui para Bienal.
Chegando lá vi cerca de oito moças com capas pretas e guarda-chuvas gigantes vermelhos iguais aos da capa do livro. Se aquilo era Marketing, adiantou para mim, fui as seguindo até a fila de autógrafos de Marcus Zuzak.

Marcus Zuzak e eu

A fila tinham cerca de 300 pessoas na minha frente  e eu aguentei firme e forte durante cerca de  quatro horas de espera pela minha vez. Pensei o tempo todo na fila : " Como vou autografar um livro que não é meu?? Não tenho grana para dar outro a minha tia!" e quando a moça da Intrínseca passou por mim me perguntando o nome para colocar no livro eu só consegui pensar: " JOANA" hahahahha
Foi nesse dia que depois de horas na fila que  eu conheci Marcus Zuzak e ele conheceu " Joana" ! Ele me perguntou se havia gostado do livro...eu gelei e disse: " Fantastic!" ( além de ladra de livros ainda virei mentirosa!), ele desenhou uma boneca, uma casa, fez árvores, uma trilha e lá dentro da casa escreveu uma imensa dedicatória ( para minha tia né :(
Marcus Zuzak foi de uma simpatia que parecia que nem ele tinha ideia de seu sucesso, ele ficava um tempo conversando, dava beijos, recebia presentes ( levaram bombons e uma camiseta da cidade...) e não parava de sorrir.

Igor e eu a fila!

Saindo de lá obviamente que gastei o que não podia e comprei o livro, queria ter entrado na fila de novo...mas o Igor me impediu ( ele vai ler isso e vai dizer que não citei que ele aguentou 4 horas pelo Zuzak na fila comigo e mais uma hora para cada autor aquele dia..haahah)
"A menina que roubava livros" é maravilhoso, não consigo achar melhor palavra para descrevê-lo!
Ele é inteligente, envolvente e Zuzak conduz tudo levemente até chegar ao final.
O dia em que o conheci foi sem dúvida inesquecível e a foto com ele está aqui na parede de meu quarto. Gostaria muito de encontrá-lo novamente, dessa vez já tendo lido dois livros dele!
© LIVROS MINHA TERAPIA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por