Resenha: Cupcakes and Ink, Helena Hunting

0

Título: Cupcakes and Ink 0.5
Autora: Helena Hunting
Editora: Pocket Star
Edição: 1
Ano: 2014
Páginas: 60
Gênero: Romance


Cupcakes and Ink é um conto escrito por Helena Hunting que marca a chegada de Tenley a Chicago.

Lançado em 2014, o livro é bem pequeno, composto por cinquenta e uma páginas apenas, onde temos duas partes. Uma narrada sob o ponto de vista de Tenley e a outra sob a perspectiva de Hayden.

Em Cupcakes and Ink, descobrimos um pouco do que os personagens pensam um do outro antes de se conhecerem oficialmente no livro Clipped Wings (À Flor da Pele em português). Não há muito que comentar sobre ele. Não é nada extraordinário, já que é uma edição bem curtinha que nos permite entender um pouquinho mais a atração que existe entre Hayden Stryker e Tenley Page. Neste livro a gente entende que Tenley já está de olho em Hayden antes do primeiro contato entre eles, e que basta um segundo, uma troca de olhares, para Hayden mostrar-se interessado por Tenley.

Se você gosta de seguir uma ordem, então leia este conto antes de iniciar a leitura de À Flor da Pele. Mas, se você não liga para essa coisa de ordem cronológica, vai na fé e se joga no livro de uma vez. A editora Suma de Letras publicou no Brasil os dois volumes que compõem o romance, com exceção dos contos, que são quatro.


Resenha: It Ends With Us, Colleen Hoover

0

Título: It Ends With Us
Autora: Colleen Hoover
Editora: Atria Books
Edição: 1
Ano: 2016
Páginas: 367
Gênero: Romance
ISBN: 978-1-5011-1036-8




O mais recente trabalho de Colleen Hoover, It Ends With Us foi um livro muito aguardado pela legião de fãs que a autora arrebatou no mundo inteiro.

Desde o início do ano, quando Hoover começou a comentar em suas redes sociais sobre sua nova obra literária, que os fãs e leitores tem basicamente arrancado os cabelos para descobrir que livro é esse que fez a autora abrir mão de companhias, reservar o quarto de um hotel e se enclausurar nele por alguns dias, longe da família e dos amigos, para conseguir concluir a história. Por diversas vezes ela usou seu perfil no Facebook para contar que seu novo trabalho era algo muito pessoal para ela, que acostumada a escrever ficção, acabou pondo mais de sua realidade neste livro do que ela algum dia cogitou fazer.

Em It Ends With Us somos apresentados a três personagens: Lily Bloom, Ryle Kincaid e Atlas Corrigan. Seus caminhos se cruzam de maneiras diferentes, em momentos completamente distintos, mas no final, o que realmente faz diferença é modo como lidam um com outro; como tratam uns aos outros, independente de gênero, cor ou dígitos na conta bancária.

O livro é composto por 35 capítulos (mais o epílogo), e um dos maiores receios dos leitores é o tal do spoiler. Sinceramente, nunca vi tanta gente tão preocupada com isso por causa de um livro. Então, acho importante deixar claro que se você é daqueles que tem a mania de folhear e passar os olhos em revistas e exemplares de trás para frente, NÃO FAÇA ISSO. No final da edição há o que chamamos de “Nota da autora” e nunca, na minha opinião, essa parte foi tão importante quanto os capítulos em si e ela está recheada de spoilers. Portanto, siga uma ordem cronológica e você será mais feliz.


E por falar em cronologia, quando citei os nomes dos personagens, eu o fiz na ordem como eles aparecem. Primeiro conhecemos Lily. Nascida no Maine, mas atualmente residente em Boston, ela é uma jovem que não teve uma infância fácil, apesar de ser filha do prefeito da cidade onde morava. Seu pai era um homem abusivo e isso fez com que Lily, ainda que muito jovem, tirasse suas próprias conclusões, questionando o comportamento de sua mãe com relação a tudo o que acontecia e jurando que não agiria da mesma forma. Ela ama jardinagem, possui um coração enorme e seu maior sonho é abrir seu próprio negócio.

Depois somos apresentados a Ryle, um neurocirurgião também residente em Boston. Bonito, descolado, rico e apesar da primeiríssima impressão que temos dele, é o mocinho perfeito; difícil não se apaixonar. E esse foi um dos motivos pelo qual Colleen Hoover teve tanta dificuldade em terminar o livro.

E, finalmente, conhecemos Atlas. Esse é um dos pontos altos da narrativa, porque a autora nos apresenta a ele de um jeito super criativo. Eu adorava ler as partes em que Atlas aparecia e ficava contando os capítulos até que ele aparecesse outra vez, porque foi muito interessante o modo como Hoover movimentou e deu vida a este personagem. Há quem diga que ele apareceu pouco, que a autora não se aprofundou nele, mas espero que você entenda, quando tiver a chance de ler o livro, o porquê dele não ter recebido mais destaque do que devia. Lembre-se que It Ends With Us é baseado em fatos reais e havia uma situação que merecia mais destaque naquele momento, apesar de tudo. Ainda assim, Atlas Corrigan é tão importante quanto os dois personagens mencionados acima, porque ele é um dos grandes responsáveis pela carga emocional do enredo. Com ele você vai chorar, se apaixonar, chorar de novo, se apaixonar mais uma vez e ter a certeza de que todos merecem ser felizes. Cada ser humaninho desse mundo merece ser visto e amado pelo que é. E não são as aparências que irão definir o caráter de alguém, mas sim o que esse alguém carrega dentro de si.

Vai depender de você se a leitura será fácil ou não, mas uma coisa é certa: depois da última palavra, será difícil esquecê-la.

It Ends With Us foi lançado em agosto deste ano nos Estados Unidos e por enquanto não tem previsão de lançamento no Brasil. Dizem por aí que 2017 pode trazer algumas novidades.






Resenha: Marcados Para Sempre (Inked Armor), Helena Hunting

0

Título:
 Marcados Para Sempre
Autora: Helena Hunting
Editora: Suma de Letras
Edição: 1
Ano: 2016
Páginas: 312
Gênero: Romance
ISBN: 978-8-5565-1000-6


Marcados Para Sempre (Inked Armor), é a continuação da série À Flor da Pele escrita por Helena Hunting.

Neste volume, continuamos imersos no mundo de Hayden e Tenley, só que desta vez somos apresentados a um Hayden Stryker triste, taciturno, abandonado, que ainda tenta entender os motivos que levaram Tenley a deixar a cidade tão repentinamente após receber a visita do ex-cunhado. Sem entender os motivos da moça, Hayden tira suas próprias conclusões e elas não são nada boas. Para o tatuador, Tenley o via como uma espécie de punição, algo que ela merecia por ter colocado toda sua família dentro daquele avião que destruiu sua vida.

Agora, Hayden e Tenley tentam uma reconciliação, algo que não vem fácil. Depois de tudo o que passaram, tanto no presente quanto no passado, ambos dedicam-se a encontrar aquela conexão que sentiam e que tornava seu relacionamento diferente dos demais; uma conexão que tornou-se defeituosa após o sumiço de Tenley. 

Hayden já não é mais o mesmo. Ainda que com sua fama de durão, com seus piercings e tatuagens que ajudam a maquiar sua dor e confusão, ele percebe que sua vida mudou e que depois de Tenley, nada será como antes. 

Neste livro, Helena Hunting nos mostra um pouco a preocupação que acaba tomando conta dos amigos do tatuador, que temem que ele tenha uma recaída tão ruim quanto a do passado. Hayden já não sabe viver sem a presença de Tenley e considerando o andar da carruagem, é de se esperar que a autora cave um pouco mais fundo, mas isso não acontece. O início da narrativa nos faz imaginar que haverá todo aquele drama (que eu amo), que haverá reviravoltas, que algo enorme vai acontecer e mudar tudo, mas não. Nada acontece. Confesso que esperei muito mais, porque o início é maravilhoso. Você enxerga a vulnerabilidade do Hayden e acaba esperando um pouco mais disso, mas o decorrer da narrativa vai esfriando gradativamente até que o livro termina e você fica pensando que realmente poderia ter tido mais.

Publicada pela editora Suma de Letras, a série À Flor da Pele é composta por dois livros e três contos que ainda não foram publicados no Brasil. Recentemente a autora lançou um terceiro livro Fractures in Ink  que conta a história de dois personagens secundários, Sarah e Chris.

Resenha: À Flor da Pele (Clipped Wings), Helena Hunting

0

Título:
 À Flor da Pele
Autora: Helena Hunting
Editora: Suma de Letras
Edição: 1
Ano: 2015
Páginas: 336
Gênero: Romance
ISBN: 978-8-5810-5288-5


Sinopse

No primeiro volume da série À flor da pele, dois jovens traumatizados encontram o amor em uma relação que desperta sensações à flor da pele.

Tudo na tímida Tenley Page intriga o tatuador Hayden Stryker de um modo que ninguém jamais conseguiu: do cabelo longo e esvoaçante com aroma de baunilha até a curva suave do quadril... E o interesse dele só aumenta quando ela pede que ele tatue um desenho incomum em suas costas.

Com seu jeito durão, Hayden é tudo que Tenley nunca se atreveu a desejar. A química entre os dois é instantânea e desperta nela o desejo de explorar o corpo escultural que há por baixo de tantas tatuagens. Traumatizada por um passado trágico, Tenley vê em Hayden a chance de um recomeço. No entanto, o que ela não sabe é que ele também tem segredos que o impedem de manter um relacionamento por muito tempo.

Quando os dois mergulham em uma relação excitante e enfim passam a confiar um no outro, lembranças e problemas batem à porta — e talvez nem mesmo a paixão entre eles seja capaz de fazê-los superar seus traumas.



Terapiando...

À Flor da Pele é o primeiro volume de uma série de cinco livros – dois deles publicados no Brasil – escritos por Helena Hunting.

A narrativa gira em torno do encontro entre os protagonistas, Tenley Page e Hayden Stryker, dois jovens com passados traumáticos que tentam se libertar da sombra de seus dias trágicos e dolorosos.

Tatuador e dono do estúdio Inked Armor, Hayden faz o estilo durão e intimidador. É o seu corpo tatuado e seus numerosos piercings que deixam Tenley intrigada, apesar de seu esforço em afastar-se das pessoas e evitar qualquer tipo de contato social além do necessário. Tímida e introspectiva, Tenley muda-se para Chicago, vinda de uma cidadezinha chamada Arden Hills, algum tempo depois da grande tragédia de sua vida. Seu objetivo é cortar vínculos com seu passado e com tudo aquilo que tira o seu sono durante a noite. É claro que tudo isso na medida do possível, já que é difícil esquecer completamente tamanha desgraça.

Marcada para sempre por um terrível acidente, Tenley acaba se aproximando de Hayden quando consegue um emprego de meio período na loja de antiguidades da tia do rapaz e decide fazer uma tatuagem que para Hayden, é algo fora do comum.

É uma história sobre confiança, aproximação e principalmente lidar com seus próprios medos, com aquilo que mais nos assombra. E no caso de Tenley, essas “assombrações” parecem não ter fim.

São 336 páginas onde Helena Hunting nos presenteia com uma história onde é possível sentir a tensão entre os personagens, onde a atração entre eles não passa despercebida. Onde ela nos apresenta a personagens secundários maravilhosos (destaque para Chris e Sarah), que só são chamados assim porque precisam ser chamados de alguma maneira, mas que na realidade são tão protagonistas quanto os verdadeiros personagens principais. Isso você entende mais ao ler os contos publicados pela autora.

À Flor da Pele foi publicado no Brasil em 2015 pela editora Suma de Letras.

Resenha: The Silent Waters, Brittainy C. Cherry

0



Título: The Silent Waters
Livro número #3 da série The Elements
Autora: Brittainy C. Cherry
Gênero: Romance
 Data de lançamento: 22/9/2016




SINOPSE


Momentos.

Nossas vidas são uma coleção de momento. Alguns extremamente dolorosos e cheios das dores do passado. Alguns lindamente cheios de esperança e cheios das promessas do futuro.

Eu tive muitos momentos em minha vida, momentos que me transformaram, que me desafiaram. Momentos que me assustaram e que tomaram conta de mim. No entanto, os maiores momentos — os mais desoladores e de tirar o fôlego — todos incluíam ele.

Eu tinha dez anos quando perdi minha voz. Uma parte de mim foi roubada e a única pessoa que conseguia realmente ouvir o meu silêncio era Brooks Griffin. Ele era a luz nos meus dias sombrios, a promessa do amanhã, até um tragédia encontrá-lo. Tragédia que eventualmente o afogou em um mar de memórias.

Essa é a história de um garoto e uma garota que amaram um ao outro, mas que não amavam a si mesmos. Um história de vida e morte. De amor e promessas quebradas.

De momentos.

(Livro três da série The Elements. Completamente independente.)


TERAPIANDO...

Com sua vida amorosa marcada por muitas idas e vindas, Eric Riley parece finalmente ter encontrado a sua outra metade.

Decidindo que está na hora de ter a felicidade que tanto buscou, Eric se muda com sua filha de seis anos, Maggie, para a casa de sua futura nova família em Harper County.

Assim como Eric, Katie também tem filhos. Cheryl de cinco e Calvin de seis anos. Em uma narrativa cliché, já esperaríamos que essa mudança seria a personificação de um conto com madrastas aterrorizantes e irmãos rabugentos e insensíveis, mas The Silent Waters é totalmente o oposto disso.

Apesar da indiferença demonstrada no primeiro contato de Maggie com seus novos irmãos, somos introduzidos a uma família que tem tudo para dar certo. Desde o primeiro momento, vemos em Katie uma mãe e esposa amorosa e super protetora, tudo o que Eric e Maggie precisam e merecem.

Maggie é tudo o que uma criança deveria ser. Aos seis anos, ela é sinônimo de felicidade e vitalidade, coisas que lhe são arrancadas aos dez anos de idade, quando um acontecimento às margens do lago despeja sobre ela uma carga de trauma, sobrecarregando-a com um fardo que nenhuma criança deveria carregar.

Antes de prosseguir, é importante lembrarmos: toda criança que passa por acontecimentos traumáticos durante a infância tende, em sua grande maioria, a desenvolver complicações na formação de sua estrutura emocional e psíquica, podendo sofrer, portanto, de ansiedade, solidão, pânico etc. Tais implicações podem durar muito mais do que a gente pensa.

Particularmente, era importante que eu tocasse nesse ponto, porque quando eu comecei a ler The Silent Waters, eu achei inimaginável, quase impossível acreditar que um trauma pudesse durar tanto, principalmente com a intensidade que o trauma de Maggie durou. Ingênua, eu. Por isso resolvi pesquisar e descobri que isso é mais comum do que eu imaginava. Então, não se assuste quando ler esse livro.

Mas, voltando...

Há uma passagem de tempo, na verdade três, consideravelmente longas e, isso me mata. Não sei lidar com passagens de tempo. Mas vamos falar da primeira transição, um pouco mais curtinha, que marca a chegada de Maggie May à sua nova casa, onde entre os seis e dez anos ela convive não só com a presença de seus novos irmãos, mas também com o amiguinho de Calvin, Brooks, alguém por quem ela nutre um sentimento até então, infantil, indistinguível, sem malícias ou terceiras intenções. Apesar da ingenuidade comum de uma criança, Brooks torna-se algo a mais para Maggie no momento em que ele a tira da completa escuridão, sem perceber que esse pequeno ato carrega mais significado do que ele poderia imaginar. Sem saber que a garota, conhecida por sua tagarelice, precisaria de muito mais do que isso.

Uma história comovente, escrita com uma sensibilidade inigualável — característica marcante da autora — que contempla as dificuldades que um trauma pode gerar não só para a pessoa traumatizada, mas também para os que estão ao redor dela.

Um romance cheio de significados, com várias opções para que você escolha o seu favorito, mas um deles é insubstituível, ele já está ali, cravado, inato: é no mais alto dos silêncios que podemos encontrar grandes respostas. Por isso faça-se ouvir. E para os que estão ao seu redor, permitam-se escutar.

The Silent Waters é o terceiro livro da série The Elements, que já teve seu primeiro volume O Ar Que Ele Respira — publicado no Brasil pela Galera Record

E se você é um leitor voraz, que ama os livros da Brittainy, saiba que que neste novo trabalho há uma referência a uma das histórias anteriores escritas pela autora. 




"Nem todas as coisas quebradas precisam ser consertadas. Algumas vezes elas só precisam ser amadas."



LINKS PARA ADQUIRIR

Preço exclusivo para o dia do lançamento!!!
$2,99


AMAZON US / UK

R$3,23 na AMAZON BR



"Às vezes a chuva era mais agradável do que o sol. Às vezes a dor era mais satisfatória do que a cura. E às vezes as peças de um quebra-cabeça eram mais bonitas quando espalhadas."



TAMBÉM DISPONÍVEL


AMAZON US / UK / BR



AMAZON US / UK / BR



SOBRE A AUTORA


Brittainy Cherry é apaixonada pelas palavras desde o dia em que ela respirou pela primeira vez. Ela é formada em Artes Cênicas, com especialização em Escrita Criativa pela Universidade de Carroll. Ele ama participar da escrita de roteiros, atuar e dançar — mal, é claro. Café, chai tea e vinho são três coisas que ela acha que toda pessoa deveria compartilhar. Brittainy vive em Milwaukee, Wisconsin com sua família. Quando ela não está resolvendo um monte de coisas e elaborando histórias, ela está provavelmente brincando com seus adoráveis bichinhos de estimação.




LINKS DA AUTORA 


Resenha: A Bird on a Windowsill, Laura Miller

0


Título: A Bird on a Windowsill
Autora: Laura Miller
Editora: CreateSpace 
Independent Publishing Plataform
Edição: 1
Ano: 2016
Páginas: 302
Gênero: Romance
ISBN: 978-1-5233-7700-8

SINOPSE

Salem e Savannah se conhecem desde a infância e quase todas as memórias que cada um deles carrega, eles compartilharam juntos. Mas quando Savannah conta para Salem que sua família vai se mudar para a Carolina do Sul apenas dias antes de começarem o segundo ano do ensino médio, Salem fica devastado.

Eles prometem passar os últimos dias de Savannah em sua pequena cidade natal juntos, relembrando os últimos dez anos de suas vidas, até que um dia, Salem acorda e Savannah se foi. 

Mas essa não é a última vez que seus caminhos se cruzam. Na verdade, a vida continua a entrelaçar suas histórias, até que em uma tarde ensolarada, Salem vai até o escritório do jornal local de sua cidade e se depara com um rosto familiar. É Savannah. Ela continua sendo a mesma pessoa desde a última vez que ele a viu. O único problema é que ele não é mais o mesmo. 

Situado em uma cidadezinha do Missouri, A Bird on a Windowsill conta a história de um garoto e de uma garota que compartilham um passado. E agora, aos 23 anos, após passarem os últimos seis anos separados, ambos devem navegar sobre a delicada linha entre o amor e renúncia, até que eles estejam cara a cara com a escolha que pode mudar seu futuro — e sua história.


TERAPIANDO...

Antes de começarmos a ler esta resenha, duas palavras devem ser salientadas. São elas:

- Amar: adorar; possuir afeição por; demonstrar adoração por;
- Persistir: expressar constância; em que há insistência; continuar ou prosseguir;

As duas palavras acima já definem um pouco do que é essa trama lindamente construída pela autora americana, Laura Miller. 

A Bird on a Windowsill é um livro sobre amor e a persistência de quem ama. Sobre a efemeridade das coisas e sobre saber enxergar e valorizar sua simplicidade, porque segundo dizem por aí, são as pequenas coisas que fazem a diferença. E realmente identificamos o quanto Savannah Catesby e Salem Ebenezer apreciam cada minuto que compartilham juntos. 

Já vemos de cara que os dois personagens da trama guardam com carinho os instantes que viveram e as histórias que dividiram pelo modo como os capítulos são compostos. Contados e alternados sob o ponto de vista tanto do Eben como da Vannah, esses capítulos são divididos em dias, sendo contados desde o dia 1 que foi o dia em que eles se conheceram, e daí por diante. Isso é algo muito interessante de testemunhar, principalmente se você é o tipo de pessoa que guarda com todo o carinho e amor do mundo momentos vividos em alguma fase da sua vida que hoje definem um pouquinho de quem você é. Até porque, se pararmos para pensar, é muito fácil esquecermos das coisas e nem sempre prestarmos atenção àquele pequeno detalhe, quase imperceptível que pode se transformar em algo grandioso. Isso é quase uma teoria do caos, mas é verdade. Sob uma perspectiva bem particular, a grande carga emotiva do livro é trabalhada em cima disso, do simples, do fugaz. Fugaz que não precisa ser necessariamente finito. Tudo o que pode ser devidamente reconhecido e apreciado pode ser também enriquecido e guardado. Basta lembrarmos de um momento que nos marcou. Triste ou feliz, esse momento passou. Foi efêmero? Sim. Mas você ainda lembra dele, não é? Ele foi importante o suficiente para ser guardado na caixinha do que é inesquecível. Com Salem e Vannah os dias eram assim. Muitas histórias, muitos momentos, muita coisa para compartilhar. 

Situada em uma cidadezinha chamada Allandale, a narrativa é límpida, fácil. Conta a história desses dois personagens  Eben e Vannah — que se conheceram durante a infância, passando por toda essa fase juntos, conhecendo a amizade, descobrindo coisas além e aprendendo a lidar com situações inesperadas. O enredo tem a capacidade de transmitir um sentimento tão... espontâneo. É de uma sensibilidade e naturalidade tão grande que a vontade de dar continuidade a leitura, o desejo de não querer parar é imenso. 

Por último, é preciso pontuar: o livro possui dois epílogos bem curtinhos, mas destruidores. Curtinhos mas que resumem bem a essência da história. É efêmero, mas pode durar para sempre.

Laura Miller é uma escritora americana natural do Missouri, autora de mais cinco livros, dentre eles, When Cicadas Cry e Butterfly Weeds

Twitter
Skoob
Goodreads

Resenha escrita em parceria com o blog Guardiã da Meia Noite.





Evento: Chá com Rothesay - Autora Roxane Norris

0



No ultimo sábado de julho(30) os blogueiros parceiros da autora Roxane, tiveram um encontro lindo !!! O local foi o  Guy Bistrô, um local charmoso e digno de um Conde e suas damas convidadas!!!







O encontro foi feito para estreitar a amizade desse grupo de blogueiras que já se falam muuuiiittoo pelas redes sociais.

Aproveitamos para conversar sobre ideias de divulgação, promoções e tudo que possa promover o livro da Roxanne que está simplesmente maravilhoso!! 


Mas temos que ser honestas, o ponto alta e cheio  de emoção foi quando as blogueiras começaram à receber pelas mãos da querida autora Roxane Norris  uma edição EXCLUSIVA do manuscrito do livro O Misterioso Conde de Rothesay    OMG!!! 




Vejam algumas fotos dessa tarde maravilhosa!!!!


















Bem pessoal todas as blogueiras que compareceram, a Roxane agradece de todo coração!! 

Quem não é do Rio não fique triste porque a autora e Conde vão estar em São Paulo!!
;)






 

Template Livros minha terapia - Copyright © 2013 - Todos os direitos reservados | Desined by Ká Guimarães